AGAS - Associação Gaúcha de Supermercados

Siga-nos no Twitter Faça parte de nossa Página no Facebook Acesse nosso Instagram

Notícias

01/04/2014

Supermercados gaúchos cresceram 7,39% em 2013, aponta o Ranking Agas

-> Visualize melhor as tabelas: leia este texto na versão em documento do word, arquivo anexo 1 (faça download no fim da página).
-> Ranking Agas 2013 completo: arquivo anexo 2 (faça download no fim da página).
-> Fotos do presidente em alta resolução também se encontram no fim da página. Créditos da fotógrafa: Juliane Kessler Redin.


A crescente busca do consumidor por confiabilidade, conveniência e facilidade nas formas de pagamento foram fatores decisivos para que o setor supermercadista tenha apresentado um crescimento real de 7,39%, no Rio Grande do Sul, no ano passado. O dado, já deflacionado pelo IPCA/IBGE, é um dos resultados do Ranking Agas 2013, levantamento realizado entre janeiro e março e apresentado nesta terça-feira (1º) à imprensa pelo presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) , Antônio Cesa Longo. Em valores nominais, o crescimento do setor em 2013 foi de 13,3%. Participaram do levantamento as 331 maiores empresas supermercadistas gaúchas, oriundas de 144 municípios do Estado. As empresas mais destacadas serão premiadas pela Agas em jantar no dia 8 de abril, durante cerimônia marcada para as 19h30 no Grêmio Náutico União, em Porto Alegre. A novidade da cerimônia, neste ano, é um prêmio destinado às quatro agências de publicidade e propaganda que mais contribuíram para o crescimento do varejo de autosserviço gaúcho no ano passado.

O setor supermercadista em números – As 331 empresas gaúchas participantes do levantamento acumularam um faturamento bruto total de R$ 17.979.566.428. Estas companhias representam, de acordo com estimativa da Agas, 81,8% do faturamento total do segmento supermercadista gaúcho. Ao todo, portanto, o setor atinge no Estado um faturamento de R$ 21.969.002.712, representando 7,05% do PIB do RS estimado pela Fundação de Economia e Estatística (FEE), que foi de R$ 310,5 bilhões em 2013. A representatividade do RS no total do setor supermercadista brasileiro também cresceu, de 7,7% em 2012 para 8,0% no ano passado. “O setor supermercadista brasileiro registrou um faturamento de R$ 272,2 bilhões em 2013, um crescimento real de 5,8% na comparação com 2012”, lembra Longo.


Os supermercados do RS 2011 2012 2013
Faturamento total do setor R$ 17,2 bilhões R$ 19,3 bilhões R$ 21,9 bilhões
Participação no PIB Estadual 6,31% 6,54% 7,05%
Participação nas vendas do setor no Brasil 7,3% 7,7% 8,0%
Número de lojas 3,9 mil 4,1 mil 4,3 mil
Funcionários 86.510 89.095 91.767

Empregos – No total, as 331 empresas participantes do Ranking Agas 2012 empregam diretamente 66,1 mil funcionários, distribuídos em 933 lojas. Conforme Longo, o número total de empregados efetivos pelo setor no Estado ultrapassa 91 mil pessoas.
Ao contrário de 2012, a mão de obra feminina superou a masculina: os homens são 48,1%, contra 51,9% de mulheres no setor. O Supermercado Santa Rita, de Porto Alegre, é o que mais tem homens entre os colaboradores, com 86,3% do quadro masculino. Entre as empresas com mais mulheres, quatro empatam com 80% do quadro funcional feminino: Mombach (Montenegro); Fink (Dois Irmãos); Severgnini & Sega (Sapucaia) e Hag Mercados (Porto Alegre).

Os formatos de sucesso – Pelo quarto ano consecutivo, as empresas de médio porte foram as que mais cresceram, superando as grandes e as micro e pequenas. Segundo Longo, a capacidade maior de investimento e o apelo local destas empresas são os principais fatores para este crescimento. “As empresas médias normalmente são identificadas historicamente com a sua cidade ou comunidade. É o supermercado em que o dono conhece o cliente e o chama pelo nome, em que o consumidor se sente em casa”, sugere o dirigente. O presidente da Agas destaca, entretanto, que há espaço para todos os formatos de loja. “O essencial é identificar o que o consumidor daquele ponto está buscando”, defende.

Crescimento Nominal Real (Deflacionado IPCA/IBGE)
Grandes (Faturamento anual + de R$ 100 milhões) 12,25% 6,34%
Médias (Faturamento anual entre R$ 20 milhões e R$ 100 milhões) 15,41% 9,50%
Pequenas (Faturamento anual – de R$ 20 milhões) 10,86% 4,95%
Total 13,3% 7,39%

Cresce a concentração de mercado – Um dos dados que mais chamam a atenção no Ranking Agas 2013 é o crescimento da concentração de mercado no setor. Juntas, as dez maiores empresas do setor obtiveram um faturamento de R$ 12,09 bilhões, em 2013, representando 55,20% do total do setor. Em 2012, as dez maiores companhias atuantes no RS tinham 50,39% do faturamento do setor.
A participação destes dez maiores grupos no mercado de trabalho, no entanto, é bem menor: com 42,4 mil funcionários, as dez maiores do setor concentram 46,2% da mão de obra empregada. “Isso mostra que a pequena e a média empresa empregam mais e estão mais atentas ao diferencial do atendimento na disputa por seu espaço no mercado”, observa Longo.

Confira os dez maiores do Estado:

Posição 2013 Posição 2012 Empresa Sede Faturamento bruto em R$ Nº de caixas Número de lojas Número de funcionários

1 1 Walmart* Porto Alegre             5.062.187.000,00 1.967 116 16.825
2 2 Companhia Zaffari** Porto Alegre            3.765.000.000,00 852 30 9.691
3 3 Unidasul Esteio                877.022.620,00 441 49 4.041
4 4 Peruzzo Bagé                392.098.057,00 233 23 1.735
5 6 Imec Lajeado                377.406.486,78 179 20 2.016
6 7 Supermercado Guanabara Rio Grande                368.500.000,00 144 9 1.893
7 5 Asun Gravataí                368.483.092,00 179 19 1.843
8 - Rede Vivo Santa Maria                318.184.568,00 224 25 1.837
9 8 Master ATS** Erechim                288.927.041,00 123 8 1.275
10 9 Comercial Zaffari Passo Fundo                280.977.776,81 180 16 1.343

* Estimado pelo Depto Econômico Agas **Inclui faturamento das unidades de SP

Investimentos –
De acordo com o Ranking Agas 2013, um em cada quatro supermercados (26,5%) projetam algum tipo de investimento em novas lojas ou reformas de unidades já existentes em 2014. A pesquisa mostra que serão investidos pelo menos R$ 72 milhões em reformas de supermercados em 2014. Entre os que pretendem abrir novas lojas, deverão ser investidos pelo menos R$ 55,2 milhões em inaugurações. “Isso significa que pelo menos R$ 127,2 milhões serão investidos em reformas ou aberturas”, sublinha o presidente da Agas.

Hábitos de consumo – Os supermercadistas entrevistados pelo Ranking Agas 2013 apontaram as categorias de produtos que despontaram em vendas no ano passado e, ainda, os itens que registraram queda ou estagnação nas vendas.

O sobe e desce das vendas:

Sobem

Carne bovina
Atomatados
Café em solúvel
Sucos líquidos
Lava-roupas líquido
Purificador de ar/ roupa
Biscoitos integrais
Óleos de oliva, granola e girassol
Comidas prontas

Descem
Aguardante
Ice
Café em pó
Sucos em pó


O peso de cada seção nas vendas – Os itens de mercearia ganharam espaço no faturamento do setor. Os não alimentos, puxados por higiene pessoal e têxteis, também estão em alta:

Seção 2011 2012 2013
Mercearia (%)
25,81 22,66 23,95
Açougue (%) 17,09 17,38 17,79
Padaria (%) 6,78 7,93 7.78
Higiene Pessoal (%) 6,57 6,43 6,82
Limpeza (%) 7,73 7,61 6,62
Bebidas (%) 12,92 13,5 13,05
Hortifrúti (%) 8,62 8,98 8,8
Bazar (%) 3,73 3,64 3,33
Eletrodomésticos (%) 0,34 0,4 0,36
Fiambreria (%) 5,67 5,3 5,64
Rotisseria (%) 0,87 0,92 0,94
Têxtil (cama, mesa e banho) (%) 1 0,98 1,05
Pet - - 1,56
Outros 3,16 4,34 2,33


Importados – Desfavorecidos pela instabilidade do dólar, os importados representam 2,13% do faturamento médio dos supermercados gaúchos, uma pequena queda em relação ao ano de 2012. Segundo os dados da pesquisa, mais da metade dos supermercados dispõe de itens oriundos de outros países. Alguns destaques são azeitonas, azeites, salmão, bacalhau, brinquedos, vinhos e frutas secas.

Orgânicos – A pesquisa do Ranking Agas consultou os supermercadistas pela primeira vez para saber a participação dos produtos orgânicos nas gôndolas gaúchas: estes produtos abrangem somente 1,09% do total comercializado pelo setor.

Sempre abertos – Segundo Longo, o crescimento do setor supermercadista gaúcho se dá por fatores como a comodidade e a proximidade de casa e a conveniência de realizar todas as compras de necessidade da família em um único lugar. O Ranking Agas 2013 aponta para outro dado interessante: só 20,1% não operam aos domingos e feriados.

Como os gaúchos pagam as contas de supermercado – O Ranking Agas 2013 reforça uma tendência que ganha força a cada ano: os gaúchos estão usando cada vez menos o dinheiro em papel para pagarem suas contas.
Segundo a pesquisa, 100% dos supermercados gaúchos aceitam cartões ou outros meios eletrônicos de pagamento, e somente 37,5% não dispõem de cartão de crédito de bandeira própria. Os cartões de crédito e de débito voltam a aparecer em destaque:

Meio de pagamento 2010 2011 2012 2013
À vista (dinheiro) 30,32% 25,80% 25,58% 24,9%
Cartão de débito 23,2%   26,50% 28,01% 28,2%
Pré-datado 8,36% 9,10% 7,47% 5,6%
Cartão de crédito 31,80% 32,70% 32,45% 34,3%
Ticket 5,70% 5,60% 5,81% 5,2%
Outros 0,56% 0,30% 1,13% 1,8%


Tíquete médio – Atualmente, o tíquete médio nos supermercados gaúchos é de R$ 41,97. “Há uma diminuição no número de visitas e um aumento no valor gasto em cada compra, em função da falta de tempo e do trânsito cada vez mais intenso nas cidades maiores”, explica Longo.

Outros serviços – A diversificação das atividades é outra aposta dos supermercadistas para o incremento do faturamento: 39% dos supermercados gaúchos oferecem serviços de recarga de celular. Com relação aos serviços bancários, 18,7% oferecem aos consumidores a opção do pagamento de suas contas, e 10,8% dispõe de restaurante ou lanchonete nas lojas.

Estrutura – No que tange à estrutura das empresas do setor, 18% dos supermercados possuem centros de distribuição próprios, e 29,6% possuem frota própria de carros/caminhões. 7,8% dos supermercados gaúchos estão apostando no aluguel de galerias e sublojas adjacentes ao supermercado, para farmácias, chaveiros e empresas de outros segmentos.

Marcas próprias – 2013 não foi o melhor ano das marcas próprias para o varejo supermercadista gaúcho. Houve uma diminuição no número de empresas que oferecem estes itens: em 2012, 39% dos supermercados possuíam artigos de marca própria; em 2013, o índice caiu para 16%. “Nenhuma empresa estampará seu nome em um produto de baixa qualidade e, por isso, a marca própria só é produzida quando seu custo-benefício é interessante ao supermercadista e ao consumidor”, explica o presidente da Agas.

O mix de itens de marca própria disponível nas gôndolas no total, no Estado, é de 4,4 mil produtos. Para as empresas que possuem estes produtos, a marca própria representa, em média, 4,8% do faturamento.

Indicadores de desempenho – Utilizados comumente pelos supermercadistas na gestão dos negócios, os indicadores de desempenho mostram que os supermercados gaúchos ampliaram as lojas e, mesmo com um faturamento total superior ao registrado em 2012, o segmento diminuiu sua venda por metro quadrado. “É claramente sinal da ampliação do espaço físico e reflexo das reformas. As áreas de venda aumentaram mais, proporcionalmente, do que o faturamento das empresas”, explica Longo.

Indicadores de desempenho 2011 2012 2013
Faturamento anual médio por check-out R$ 1,2 milhão R$ 1,5 milhão R$ 1,5 milhão
Faturamento anual médio por metro quadrado R$ 11,2 mil R$ 13,2 mil R$ 12,6 mil


O prêmio Ranking Agas 2013 – Repetindo uma iniciativa de sucesso lançada há cinco anos, a Agas premiará os supermercados gaúchos que mais mereceram destaque por seu crescimento. Segundo o presidente Longo, a iniciativa volta a consagrar empresas de todos os tamanhos, distinguindo-as em seis categorias. “Tivemos a preocupação de avaliar cada empresa de acordo com suas possibilidades de mercado, reconhecendo o trabalho feito por pequenas, médias e grandes companhias do autosserviço gaúcho”, explica Longo.

Neste ano, entretanto, o evento de premiação tomou outro porte: a ideia, segundo Longo, é tornar o prêmio Ranking Agas uma espécie de Carrinho Agas para supermercadistas. “Lançado em 1983, o Carrinho é uma homenagem dos varejistas aos melhores fornecedores ao final de cada ano. A intenção desta nova premiação é reconhecer também os supermercados que investem, qualificam-se e colhem os frutos pelo seu trabalho de vanguarda”, sinaliza o presidente da Associação. Além dos supermercados que mais cresceram, a Agas vai homenagear, neste ano, as quatro agências de publicidade e propaganda que mais contribuíram para o crescimento do setor supermercadista gaúcho através de suas campanhas de comunicação. “Agraciaremos os quatro cases de sucesso que tiverem elevado os setores do varejo, indústria, entidades de classe e serviços, as quatro pontas que impactam diretamente nas vendas do segmento”, explica Longo.

A festa de coroação do prêmio Ranking Agas 2013 ocorrerá dia 8 de abril, a partir das 19h30, no Grêmio Náutico União (Rua João Obino, 300), em Porto Alegre.

Confira a relação completa dos premiados e suas taxas de crescimento:

Faturamento anual superior a R$ 1 bilhão:
Companhia Zaffari | Porto Alegre | 13,9%

Faturamento anual de R$ 400 milhões até R$ 1 bilhão:
Unidasul | Esteio | 12,4%

Faturamento anual de R$ 300 milhões até R$ 400 milhões:
Supermercados Guanabara | Rio Grande | 26,5%

Faturamento anual de R$ 200 milhões até R$ 300 milhões:
Master ATS Supermercados | Erechim | 17,5%

Faturamento anual de R$ 100 milhões até R$ 200 milhões:
Supermercados Nicolini | Bagé | 24,6%

Faturamento anual de R$ 50 milhões até R$ 100 milhões:
Super Kan | Porto Alegre | 36,4%

Faturamento anual de R$ 25 milhões até R$ 50 milhões:
Supermercado Formenton | Canoas | 41,6%

Faturamento anual de R$ 10 milhões até R$ 25 milhões:
Supermercado Kern | Ivoti | 82,9%.

Faturamento anual até R$ 10 milhões:
Sonaglio Com. De Alimentos | Alvorada | 171,3%

Maior empregador:
Walmart | 16825 colaboradores

Ação publicitária – Categoria Indústria:
Agência Attitude | Lajeado | Case Fruki

Ação publicitária – Categoria Serviços:
Agência Martins+Andrade | Porto Alegre | Case Banrisul

Ação publicitária – Categoria Varejo:
Agência AMA | Porto Alegre | Case Supper Rissul

Ação publicitária – Categoria Entidade:
Agência Matriz | Porto Alegre | Case Fecomércio/RS



Porto Alegre, 1º de abril de 2014

_________________________________
Imprensa AGAS:

Francisco Brust
Assessor de Imprensa
(51) 2118 5206 | (51) 9194 7991
imprensa@agas.com.br
www.twitter.com/ImprensaAGAS


Fabiano Scheck Ferraz
Assistente de Imprensa e Mídias Sociais | AGAS
(51) 2118.5206 | (51) 9706-8261
http://www.facebook.com/portalAGAS
fabiano@agas.com.br

Clique aqui para fazer o download do arquivo1
(DOC - 0,21 Mb)

Clique aqui para fazer o download do arquivo2
(XLSX - 0,04 Mb)

Veja as imagens em alta resolução

(51) 2118.5200
agas@agas.com.br